onselectstart='return false'>

O Pianista

06 dezembro 2010

Suspensos no ar com variações dissonantes pensamentos fluem
E da garganta saem palavras e dos lábios os sorrisos abundantes
Só dependo do acorde afinado para poder escrever a palavra correta
Mesmo que os sons mudem a tonalidade do céu azul da boca avermelhada
Ninguém pode negar que as estrelas não brilharam no horizonte perdido do universo com toda sua verticularidade
É nisso que penso, é nisto que sigo cantando palavras contadas de olhos fechados
E apertando a tecla da decisão sem números digitados ou cartões invisíveis a olhos nus
Sou como o pianista que clama e canta e tenta sentir na alma a sua mais bela expressão
E peço pra me deixarem sair e pergunto se tudo vai dar certo
Mas tudo foi removido quando me disseram que tudo daria certo
E isso tudo varia com o estado de espírito
E só me disseram para eu pegar todas as minhas coisas no estacionamento
Mas onde tudo isso irá nos levar?
Talvez nos leve à terra encantada na floresta de Lothlórien para dançarmos com seres magicamente reais até que nossos pés se quebrem e nossos dedos se fragmentem
Eu já disse que amo o jeito com que suas mãos se encaixam tão bem nas minhas?
Mas agora temos que separá-las por um momento pois tenho que por referências em um trabalho acadêmico e eu não estava preparado para isso.
Que toda essa pláteia de surdos e cegos me perdoe pela minha horrível encenação
e meus sussurros internos pois esqueci o tom da melodia não tocada pelo violinista
E acompanhado por canções  tento curar minha ferida brilhante
Pois estávamos perdidos no mar e agora encontramos o caminho de casa
E com nossas pegadas na areia dessa selva de pedra onde carros passeiam perpendicularmente
descobriremos que os valores da hipotenusa estavam totalmente errados
Mas mesmo assim não desistiremos de contar nossos sonhos que tivemos na noite passada
Mas uma coisa vos peço,não deixe seu coração cair em vaidade como o do homem do guarda chuva vermelho que ilustra a capa do livro que está à minha direita.

2 comentários:

- lemonah - disse...

"Sou como o pianista que clama e canta e tenta sentir na alma a sua mais bela expressão."
Parabéns...

Aníssima Duarte* disse...

Lindo Gutox!
Cheio de aspirações de vida e com profunda significação!
Sou como este pianista!
CADA DIA MELHOR, HEEEIN?
aBRAÇÃAO!