onselectstart='return false'>

Asa-Metade

24 setembro 2010




Para Deyse
Hoje o dia acordou tão claro
devido a nossas conversas na madrugada
Sobre lua e estrelas,sobre contos e fadas
A chuva se foi e levou nossas lágrimas embora
E então podemos caminhar sobre os campos verdejantes
Nossa igualdade absurda as vezes me assusta
Mas é tão liríca essa nossa poesia
Que mesmo parecendo triste nos traz alívio
E meus olhos não se cansam de observar tua face de anjo
E meus ouvidos não se cansa de ouvir tua voz de veludo
Que me fala coisas doces e admiráveis e ecoa por toda a sala
E neste tempo que se passa o céu brilha com gotas de orvalho
E as nuvens carregam seu branco para perto do sol
Só desejo que não esqueça quanto diferença faz tua presença em meus dias

Que é indispensável como ar que respiro.
E é tão verdadeiro e fabuloso como nos amamos
que esse amor jamais desapareça que seja duradouro até a eternidade
Somos parecidos,somos iguais,somos tudo que podemos ser
podemos ser rei e rainha,podemos ser tudo além da nossa realidade
Mesmo sem rimas ou palavras bonitas o que importa que elas são verdadeiras
Mesmo que as ondas derrubem nosso castelo de areia
Somos mais do que tudo o que dizem,bem mais do que pensam
Por que nós somos assim de verdade,você sou eu,eu sou você
minha Asa-Metade

3 comentários:

Anônimo disse...

Aiinn que lindo! belas palavras!

kelman disse...

"Somos mais que tudo o que dizem, bem mais do que pensam...você sou eu, eu sou você minha Asa-Metade."
Caracas...que coisa bonita de se dizer... Amei viu.

Aníssima Duarte* disse...

QUERO UMA ASA METADE TAMBÉM ^^
Runf*